Participação ativa dos pais

Não existe nada nesse mundo que amo mais do que ser mãe! Foi a realização do meu maior sonho, conquistada com muito esforço e persistência. Talvez por isso, ou pelo meu jeito de ser, desde a primeira presença de dois diminutos seres na minha barriga quis ser uma mãe integral, uma mãe que não terceiriza a ninguém os prazeres e as responsabilidade dessa jornada.

Claro que não sou onipotente e nem onipresente, tenho e tive ajuda de pessoas muito especiais e sou muito grata por isso. Mas quando digo que sempre quis ser mãe integral, quero dizer que acredito que tenho a obrigação de participar de tudo que for possível na vida dos meus filhos. Tenho que estar ao lado deles enquanto eles desvendam o mundo, exploram as possibilidades, fazem suas descobertas. Estar ao lado proporcionando experiências, propiciando aprendizado e dando liberdade e instrumentos para eles desenvolverem sua autonomia.

Conheço muitos pais que terceirizam seus filhos e, talvez, a forma mais comum de terceirização seja para a escola. Muitos pais acham que ensinar ou proporcionar aprendizado é de responsabilidade integral da escola. Mas eu acredito que eles estão completamente enganados.

Quero imaginar que eles ainda não entenderam o quanto a participação ativa dos pais pode mudar a vida de seus filhos e, também, que eles ainda não tenham compreendido que o aprendizado não ocorre e não deve ocorrer apenas entre quatro paredes. O aprendizado pode ocorrer em todos os lugares!

Talvez essas mães e pais podem se julgar incapazes por não terem formação específica, então, achei importante argumentar que mesmo não sabendo como fazer uma divisão de chaves ou como explicar gramática para seus filhos, nós mães/pais podemos contribuir com o aprendizado: visitando museus, parques, zoológicos, outras cidades, pessoas com diferentes realidades; lendo desde muito cedo para eles; fazendo coisas juntos, como cozinhar, testar hipóteses, brincar, criar…

Além disso, precisamos estar atentos ao quanto nossa postura interfere na vida e no processo de aprendizado dos nossos filhos. Mostrar o amor por aprender, por estudar, por descobrir novas coisas, atiçar a curiosidade, valorizar o esforço e as conquistas pessoais, se interessar e participar das atividades escolares e estabelecer uma relação de parceria e não de terceirização com a escola, tudo isso tem um impacto gigantesco no desenvolvimento das crianças.

E você, tem participado e desenvolvido o prazer de aprender no(s) seu(s) filho(s)?

Please follow and like us: